10 dicas para uma vida mais saudável

1 – Descasque mais e desembrulhe menos!


É comprovado cientificamente que a alimentação desempenha um papel essencial na saúde e na qualidade de vida do indivíduo uma vez que previne diversos tipos de doenças como câncer, diabetes, hipertensão, doenças cardíacas e outras. As pessoas devem optar por comida de verdade, ou seja, alimentos naturais, evitando os processados. Temos que aprender a descascar mais e desembrulhar menos. O prato saudável deve ter variedade de cores.

2 – 300 minutos de atividade física na semana

O Colégio Americano de Medicina do Esporte, referência em exercícios físicos, preconiza que o indivíduo realize pelo menos 300 minutos de atividades aeróbicas de intensidade moderada a vigorosa, distribuídas na maior parte dos dias da semana (mais de 4) para que se diminua o peso corporal. Os exercícios de força, nesse contexto, auxiliam na redução do percentual de gordura corporal através do ganho de massa magra, o que mantém o metabolismo de gorduras acelerado. Aliar os dois tipos de exercício é a melhor forma de emagrecer.

3 – Faça pequenos intervalos entre as refeições

A recomendação, em linhas gerais, é para que as pessoas se alimentem de 3 em 3 horas (5-6 refeições ao dia) evitando, assim, o consumo de grande quantidade de alimentos muitas vezes de baixo valor nutricional em uma única refeição. Porém, deve-se ressaltar que cada indivíduo é único e tem suas próprias necessidades. Neste caso, buscar orientação médica é sempre o ideal.

4 – Beba água quando sentir sede

Muita gente se culpa por não conseguir ingerir três litros de água por dia. Mas não é necessário porque essa máxima é um mito. Deve-se tomar água quando estiver com sede. Os cuidados em relação a um volume mínimo devem ser observados em pacientes idosos e crianças porque a diminuição da sede costuma ser maior nestas faixas-etárias.

5 – Gaste mais e guarde menos

A obesidade, na grande maioria dos casos, está relacionada a um balanço energético positivo, ou seja, o indivíduo ingere mais calorias do que consegue gastar por meio do seu metabolismo de basal (repouso), das atividades físicas e do efeito térmico dos alimentos. Em virtude disso, ter hábitos saudáveis, mantendo uma alimentação saudável e balanceada, e gastar calorias é o caminho para se manter no peso ideal.

6 – Evite o estresse

O estresse excessivo torna o organismo mais fadigado. Então, os sintomas físicos e psicológicos começam a surgir. Sob estresse, o cérebro funciona de forma sobrecarregada, gerando distúrbios de sono, problemas de memória e atenção, além de irritabilidade e sensibilidade excessiva. Essas fadigas podem se refletir até na imunidade e no sistema gastrointestinal, o que podem gerar, respectivamente, resfriados e gastrites.

7 – Lave as mãos!

O Dia Mundial da Higienização das Mãos, celebrado em 5 de maio, foi criado em 2009 pela Organização Mundial da Saúde (OMS) com o intuito de conscientizar as pessoas sobre a importância do simples ato de lavar as mãos. Esta é uma recomendação necessária principalmente quando for tocar algo que possa estar sujo ou contaminado. Lavar as mãos traz inúmeros benefícios para a saúde porque evita a transmissão de infecções através de germes e bactérias.

8 – Respire bem!

Quando trabalhamos com técnicas que envolvem respiração profunda e longa, incentivamos a respiração adequada. Este hábito auxilia na regularização do funcionamento do organismo e, consequentemente, na normalização dos batimentos cardíacos e no relaxamento muscular, o que evita o surgimento de doenças relacionadas ao estresse.

9 – Está com dor? Vá ao médico

A dor é um sintoma de que algo está errado. Na grande maioria das vezes, a causa é conhecida e sua gravidade consegue ser qualificada por quem sofre, por exemplo, um trauma muscular ou uma enxaqueca. No entanto, ir ao especialista é sempre recomendável se uma dor aparecer, ou, principalmente, persistir.

10 – Cultive e preserve círculos sociais

Círculos sociais ativos possibilitam contatos com compreensões e pensamentos diferentes. Proporciona aprendizado e desenvolvimento social constante, podendo contribuir para a diminuição de atritos e para o aumento da sensação de acolhimento.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s